top of page

Projetos atuais

Cópia de DSC02872.JPG

Ateliê Yawa

O IGF está realizando junto a aldeia Nova Esperança do povo indígena Yawanawá o projeto "Ateliê Yawa". Um projeto de impacto positivo que tem como finalidade trabalhar o fazer artístico relacionado aos grafismos tradicionais Yawanawá em uma linha de roupas, inspiradas e confeccionadas pelas mulheres que além do desejo de produzirem suas próprias vestimentas, vêem também como uma oportunidade para promover a transformação econômica e social da comunidade. Um modelo de autogestão inspirado na Economia Solidária possibilita que toda a linha de produção seja realizada dentro da aldeia. O ciclo passa pela elaboração e costura das peças; produção das tintas naturais; pintura e estamparia artesanal, e tem como resultado um produto artístico, comunitário e originário que, além dos benefícios de perpetuar a arte dos "kenes" e a geração de renda, contribui enormemente para a diversidade cultural brasileira.

9- muda para o futuro.jpg

Aliança Reflorestar

Projeto une comunidades indígenas da Amazônia para a restauração florestal, intercâmbio de conhecimento e treinamento. O projeto com o apoio do Instituto Guardiões da Floresta, uniu os povos Yawanawa, Puyanawa e Ashaninka e já teve início com o plantio de 5.000 mudas na Aldeia Nova Esperança, curso de Arborismo (escalada em árvores), construção de viveiro e banco de sementes.

Ni Ininipa – Casa de Essências Huni Kuin da Floresta(1).JPG

Casa de Essências

O projeto nasce do sonho de antigos pajés em construir um laboratório em terras Huni Kuin. Hoje com a construção das Casas de Essências, pequenos laboratórios de destilação de óleos essenciais, esse antigo sonho já é realidade. Projeto que integra conhecimento tradicional e técnicas laboratoriais, com um enorme potencial de geração de renda para toda a comunidade Huni Kuin do Acre.

 

No ano de 2022, concluímos mais uma etapa do projeto com a instalação de 3 destiladores e construção de 3 casas com estruturas laboratoriais em funcionamento, programas de treinamento em técnicas de destilação de óleos essenciais, além de um encontro para troca de saberes sobre as ervas perfumosas com os velhos pajés das aldeias Huni Kuin. Projeto Ni Ini Pa, conhecimento tradicional, inovação e pesquisa, com foco em práticas eco-sustentáveis na Amazônia.

huni kuinn.png

Expedição Huni Kuin

 O povo Huni Kuin do Rio Jordão vive um momento de expansão do etnoturismo em seu território. Receber amigos, parceiros, pesquisadores e todo tipo de pessoa interessada em conhecer a cultura local, tem sido uma importante fonte de recursos e de melhorias na infraestrutura das aldeias que desenvolvem esse tipo de trabalho. Pensando em diversificar o alcance dessa atividade, lideranças locais passaram a colocar a ideia de organizar uma programação itinerante, que contemple diferentes aldeias, possibilitando ao visitante conhecer a terra indigena em seus diversos contextos. Em Janeiro de 2022 visitamos as aldeias Novo Segredo, Boa Vista e Campo Sagrado, levando melhorias em infraestrutura, condições de deslocamento e gerando renda localmente. 

WhatsApp Image 2023-02-14 at 12.44_edited.jpg

Programa Intercâmbios

O Programa Intercâmbios do Instituto Guardiões da Floresta é uma proposta multidisciplinar que visa contribuir para a troca de conhecimentos e experiências entre os povos indígenas e a sociedade não indígena. O IGF trabalha captando recursos, planejando, produzindo e fomentando diferentes projetos e ações de intercâmbio cultural em diálogo com o território da educação indígena e o conceito de escola viva. 

Realizações: Residência artística Ni Ishanai ~ Floresta Futuro, apoio a Jornada Shubu Hiwea, Realização da Jornada Ainbu Andaya e atividades de intercâmbio cultural em escolas, SESCs, museus e centros culturais.  

WhatsApp Image 2023-02-14 at 02.07.22.jpeg

Acervo IGF

Ao longo dos últimos 7 anos, viemos registrando os cantos e contos ancestrais dos povos indígenas durante os encontros no nosso centro de retiros Aldeia Akasha, situado na serra do Rio de Janeiro e durante algumas viagens para as aldeias.  Yawanawa, Hunikuin, Tukano, Noke Koi, Krenak, Shawãdawa são algumas das etnias já registradas com a intenção de desenvolver uma grande biblioteca sonora dos povos originários do Brasil, um valioso patrimônio cultural para futuras gerações.

Este acervo nasce da vontade de colaborar para o registro, difusão e perpetuação dos cantos e contos dos povos originários do Brasil impulsionado pela vontade e necessidade de propagação e preservação de sua cultura. Toda uma cultura oral catalogada, armazenada e disponível em um grande acervo fonográfico desenvolvido e disponibilizado pelo IGF, Instituto Guardiões da Floresta, organização multidisciplinar sem fins lucrativos, que vem desenvolvendo ao longo dos últimos 12 anos, projetos relacionados às necessidades e desenvolvimento dos povos indígenas da Amazônia brasileira. 

Para saber mais sobre o projeto:

igf.png
bottom of page